Investir em leite rendeu mais do que em ouro

abr 11, 2012   //   de admin   //   Mercado  //  Nenhum Comentário

41%
Leite lidera valorização nas matérias-primas Entre as muitas matérias-primas com contratos negociados em mercado está o leite, em pó. E nenhuma valorizou tanto em 2011, com o preço a disparar 41%.Gasolina, sumo de laranja ou milho também ficaram mais caros. Mas a tendência da maioria das “commodities” foi descendente, sobretudo nos metais industriais.
8,8%
Ouro prossegue caminhada brilhante Num ano marcado pelo receio em relação ao valor do papel moeda, sobretudo nos países periféricos da Zona Euro, a procura por ouro voltou a intensificar-se. O metal precioso selou o 11.º ano consecutivo de ganhos, valorizando-se 8,8%. Em Setembro fixou um novo recorde, nos 1.921 dólares por onça. O final do ano ficou marcado por uma forte correcção, mas a maioria dos analistas acredita que o ouro vai continuar a subir no próximo ano.

38%
Petróleo em alta encarece combustíveis Quem tem carro não precisa de olhar para as cotações para saber que o petróleo valorizou: basta atestar o depósito. A matéria-prima ficou mais cara pelo terceiro ano consecutivo, com o preço médio do Brent a aumentar para 110,93 dólares por barril, mais 38% face a 2010. O ano fica ainda marcado pelo alargamento da diferença para o barril negociado em Nova Iorque.

Aumento das exportações de produtos lácteos fizeram disparar o preço do leite nos mercados internacionais. Quem investiu em leite este ano tem motivos para sorrir. É que o leite foi a matéria-prima que mais subiu nos mercados internacionais em 2011, com uma valorização de 41%. Trata-se do melhor desempenho anual em quatro anos, superando de longe os ganhos das cotações do gado (21%), petróleo (9%) e ouro (8,7%).

Quer isto dizer que, se a 31 de Dezembro de 2010, cada 100 libras peso de leite custavam pouco mais de 14 dólares, agora, essa mesma quantia está a ser negociada a quase 18,66 dólares. A motivar esta escalada nos preços do leite esteve sobretudo o aumento das exportações de produtos lácteos nos Estados Unidos. Segundo o Departamento da Agricultura norte-americano, nos primeiros dez meses do ano, as exportações de produtos lácteos cresceram 8,5% para 1,44 milhões de toneladas métricas, face ao mesmo período de 2010.

 “”As exportações foram muito úteis para fazer subir a procura e os preços do leite”, afirmou Jerry Dryer, economista chefe da Rice Dairy LLC, à Bloomberg. “O aumento do número de mulheres no mercado de trabalho global está a levar à subida da procura por proteinas, tal como aconteceu nos anos setenta nos Estados Unidos”, acrescentou o mesmo especialista

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=528667&pn=1

Fonte: http://economico.sapo.pt/noticias/leite-e-a-materiaprima-que-mais-valoriza-este-ano_134744.html

Deixe um comentário

CAPTCHA Image

Reload Image

Assine nossa Newsletter

Arquivos