Apenas 15% dos produtores de leite do Brasil possuem gestão dos negócios

abr 1, 2012   //   de admin   //   Blog, Blog, Eventos  //  Nenhum Comentário

“Os produtores brasileiros não são gestores eficientes quando o assunto é dinheiro. Podemos afirmar que somente 15% de um universo de 1.200.000 produtores de leite no Brasil, fazem algum tipo de anotação de despesas e receitas da sua atividade”, afirma o zootecnista Cristiano Nascif, palestrante do 15º Encontro Técnico do Leite, que acontecerá nos dias 14 e 15 de maio em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

“Visitamos o interior do Estado com um ciclo de palestras para os produtores rurais, o Programa Mais Leite, mostramos formas de gestão e sanamos dúvidas, além de apresentarmos os dados econômicos e sociais influenciados pelo setor lácteo de MS”, diz Clodoaldo Martins, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar/MS.

Nascif assegura que culturalmente o empresário rural não tem o hábito de anotar, de registrar as informações gerenciais e que muitas vezes tem dificuldade de perceber a importância da gestão econômica e financeira da propriedade. “O homem do campo tem um princípio de sobrevalorizar somente a produção. Por outro lado, cabe à assistência técnica e gerencial, motivar e mostrar ao produtor os bons resultados de implementação da gestão econômica na atividade leiteira”, diz o palestrante.

Os lucros da cadeia leiteira representam uma pequena parcela se relacionada aos demais lucros do agronegócio em Mato Grosso do Sul e quando. O custo total de produção de leite no Brasil gira em torno de R$0,70 o litro. Neste valor estão incluídos todos os custos variáveis, inclusive desembolsos diretos, além das depreciações, mão de obra familiar e os custos fixos.

“Os produtores deverão se conscientizar que os resultados técnicos, de produção são os meios, e que o fim é o produtor ganhar mais dinheiro com a atividade leiteira de forma sustentável. Nem sempre produzir mais se equivale a ganhar mais, e nem sempre minimizar custos se equivale a maximizar lucros”, explica o palestrante.

Além de dados de gestão Nascif apresentará dados do setor lácteo do Brasil e do Mato Grosso do Sul. Sua palestra intitulada “Gestão Econômica Racional na Atividade Leiteira” será ministrada no dia 15 de maio, às 15h30 no auditório Manoel de Barros, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo.

Evento – No Encontro Sul-Mato-Grossense da Qualidade do Leite, que acontece em Campo Grande, nos dias 14 e 15 de maio, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, no auditório Manoel de Barros. O evento tem expectativa de receber mil participantes e será realizado com o Sindicato Rural de Campo Grande. As inscrições estão abertas e com taxas de R$ 20,00 até 16 de abril.

Sobre o Senar – O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar, é uma instituição mantida pela classe patronal rural, vinculada à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Tem o objetivo de desenvolver ações educativas, que visam o desenvolvimento do homem rural como cidadão e como trabalhador, numa perspectiva de crescimento e bem-estar social. www.senarms.org.br

Pantanal News

Deixe um comentário

CAPTCHA Image

Reload Image

Assine nossa Newsletter

Arquivos