Fala Presidente da LBR, Rami Goldfajn

mar 27, 2013   //   de admin   //   Blog, Mercado, Notícias  //  Nenhum Comentário

Muitas empresas no mercado do leite estão em dificuldade. Por isso a LBR, uma das maiores empresas de leite do país, está fazendo um plano de ação que inclui o pedido de recuperação judicial. Esse pedido garante os pagamentos dos produtores, cooperativas, transportadores e fornecedores, os salários dos trabalhadores e todas as outras contas da companhia. O presidente da LBR vai agora explicar melhor o plano.

A LBR tem investido muito nos últimos dois anos para que nossos produtores tenham acesso a programas de qualificação e melhoria. Temos muito orgulho desse trabalho. Ao longo do tempo, construímos uma relação de confiança e de parceria com nossos fornecedores. É com base nessa confiança que gostaríamos de contar para você, produtor de leite, os próximos passos da LBR. Muitas empresas no mercado do leite passam por dificuldades. Foi por isso que decidimos fazer um plano de ação que garante os pagamentos aos nossos fornecedores de leite, os salários dos nossos trabalhadores e todas as outras contas. Para isso, a LBR fez um pedido de recuperação judicial.

Bom, o que é isso?

Essa é uma medida prevista em lei, que funciona como um remédio para que as empresas continuem funcionando normalmente. Os únicos que terão os pagamentos suspensos serão os bancos. Portanto, nada muda no dia-a-dia da empresa e em nosso relacionamento. Produtoresi-e cooperativas e transportadores não serão afetados: os pagamentos serão feitos em dia e manteremos os volumes de compra de leite normalmente.

Renovamos aqui nosso voto de confiança e nossa parceria. Estamos agindo com responsabilidade e transparência e temos certeza de que iremos superar esta fase rapidamente.

Entrevista com o Presidente da LBR, Rami Goidfajn

P: A LBR pediu recuperação judicial. O que significa isso?
R: Em primeiro lugar eu gostaria de agradecer a todos os produtores de leite que nos ouvem neste momento. Vocês são nosso principal apoio, nossos principais parceiros. A recuperação judicial é pedida quando uma empresa precisa de fôlego para seguir em frente. No nosso caso, o que está pesando é a dívida com os bancos. O que nós queremos é mais prazo para pagar os empréstimos aos bancos. Isso quer dizer que o produtor de leite, o trabalhador da LBR e nossos parceiros estão preservados. Nós não vamos deixar de honrar nossos compromissos, porque a LBR é uma empresa responsável.

P: Esta recuperação judicial pode levar a LBR à falência?
R: Não. Não há falência. A LBR está de pé, captando leite e produzindo normalmente. O que nós pedimos à Justiça foi um prazo maior para pagar o que devemos aos bancos e somente aos bancos. Isso não afeta o produtor de leite ou o trabalhador da LBR. Essas pessoas vão receber os pagamentos em dia. Nós não vamos deixar de honrar nossos compromissos, porque a LBR é uma empresa responsável. Pagar nossos funcionários e nossos produtores é uma prioridade. Não tem nada mais importante.

P: Quanto tempo isso vai durar?
R: Isso não tem um prazo determinado. É importante que saibam que várias empresas grandes entraram em recuperação judicial e saíram rapidamente. A Kepler conseguiu sair em apenas alguns meses. O que eu quero garantir aos produtores, aos nossos parceiros, é que nós da LBR estamos trabalhando dia e noite para superar esta fase o mais rápido possível. E pode ter certeza que vamos conseguir.

P: Se o produtor tiver alguma dúvida, como ele deve proceder?
R: A LBR tem um time de técnicos que está diariamente em contato direto com os produtores de leite. Se houver alguma dúvida, ela deve ser encaminhada ao nosso pessoal e eles vão esclarecer o mais rápido possível. Somos uma empresa transparente e não queremos que os produtores tenham dúvidas sobre a LBR.

Os produtores de leite são prioridade para a LBR.

Deixe um comentário

CAPTCHA Image

Reload Image

Assine nossa Newsletter

Arquivos